Como a indústria cinematográfica está lidando com o Coronavírus? - Parte 2

março 16, 2020

Desde a primeira publicação sobre como a indústria cinematográfica estava lidando com o COVID-19, vulgo Coronavírus - leia em voz alta com a voz de Cardi B, por favor -, muita coisa mudou. Muita mesmo. Os principais eventos de cinema e as datas de estreia de filme foram todas canceladas pelas próximas semanas sem data para retorno.

O cotidiano em Hollywood mudará consideravelmente nas próximas semanas. Todos os eventos sociais em Los Angeles foram adiados e o prefeito Eric Garcetti ordenou que todos os cinemas fossem fechados, além de academias, bares, boates, pistas de boliche e galerias de arte. Em redes sociais, norte-americanos estão sugerindo que todos façam auto-quarentena mesmo que não tenham sintomas da doença.

Seguindo essa orientação, a Sony, Warner e Paramount suspenderam as turnês de divulgação, enquanto a Universal fechou seu parque temático em Hollywood até 28 de março. Outra empresa que fechou as portas foi a Disney, que manterá todos os parques temáticos na Califórnia fechados até o final do mês, além do Disneyland Paris Resort -a Disney afirmou que pagará todos os salários dos funcionários durante esse período.
Imagem de Juraj Varga por Pixabay.
Além de bloquearem a entrada do público, os estúdios entraram em estado de contenção total. Todos os eventos agendados da NBC, CBS, CW, Fox, Discovery, Disney e WarnerMedia que aconteceriam em Nova York foram cancelados. A Tribeca Film Festival, que aconteceria entre os dias 15 e 26 de abril, foi adiada por tempo indeterminado para garantir a saúde e segurança do público. Depois de anunciar que fariam os programas sem platéia, os talk show Tonight Show, Late Night e The Late Show interromperam suas produções e devem retornar em 30 de março. Já o programa The Wendy Williams Show entrou em hiato por tempo indeterminado. Assim como Los Angeles, o prefeito de Nova York Bill de Blasio também também ordenou o fechamento de boates, pequenos teatros e locais de concertos. Restaurantes, bares e cafés serão limitados apenas à entregas.

Os estúdios também suspenderam a produção de MUITOS programas de televisão. Esse é o caso de Grey's Anatomy, The Morning Show, NCIS, The Witcher, Lord of the Rings, que entraram em um hiato de duas semanas. Séries como Gracie and Frankie, The Flash, Atlanta, Fargo, Snowfall, Y: The Last Man, The Handmaid's Tale, Loki, Falcon and the Winter Soldier, WandaVision, Peaky Blinders, Pose, Supernatural, Snowpiercer, Stranger Things, The Walking Dead, Fear the Walking Dead, Euphoria, Fargo, American Crime Story: Impeachment, Riverdale, Carnival Row, Lúcifer e Supergirl também tiveram produções suspensas ou adiadas.

Aos poucos as cidades e estados dos EUA estão proibindo eventos com aglomerações de pessoas. Enquanto temporadas esportivas são adiadas ou canceladas, a primeira grande cadeia de cinema a lidar com o coronavírus foi a AMC Theatres, o maior circuito de cinema do país. Em comunicado, a empresa anunciou que continuará com as salas abertas, mas reduzirá pela metade o número de assentos disponíveis para o público. A medida, que valerá até 30 de abril de 2020, limita a venda de ingressos para cada horário em cada uma das suas salas.

Em salas com mais de 500 assentos, a AMC limita ainda mais a disponibilidade de ingressos para um máximo de 250 pessoas. A empresa também afirma estar focada em cumprir todas as orientações das autoridades locais sobre reuniões sociais, além de estar disposta a cumprir ordens federais e estaduais atuais e até mesmo futuras para colaborar. Poucas horas depois do anúncio da AMC, a Regal Cinemas também declarou que reduzirá a capacidade das suas salas em 50% e seguirá uma política muito parecida com a da AMC. [ATUALIZAÇÃO] A Regal Cinemas anunciou que fechará todos os seus 542 cinemas nos EUA em resposta à pandemia.
Imagem de Andreas Glöckner por Pixabay.
Além da preocupação com a saúde pública, a escolha em reduzir a capacidade das salas também foi influenciada pela falta de produto no mercado. Até o final de abril, não teremos grandes estreias chegando aos cinemas, porque todas foram adiadas. Filmes que chegaram aos cinemas nas próximas semanas, como Um Lugar Silencioso 2, Mulan, Pedro Coelho 2: O Fugitivo e 007 - Sem Tempo Para Morrer saíram do calendário de estreias. Por enquanto, apenas 007 ganhou nova data e chega aos cinemas brasileiros em 19 de novembro. 

Ao redor do mundo, organizadores de grandes eventos e festivais adiaram e modificaram planos por precaução ou orientação governamental, como o caso da CinemaCon 2020. Menos um. Há alguns dias, o Festival de Cannes confirmou que os planos não mudaram e a organização para o evento continua normalmente. Por ser uma situação de saúde pública, a realização do festival não depende apenas da boa vontade dos organizações. Em uma tentativa de diminuir a propagação da doença, a França decidiu que todos os lugares que não são essenciais para a vida francesa, incluindo cafés, restaurantes, clube e cinemas, serão fechados.

O Festival de Cannes é um dos principais eventos da indústria cinematográfica e acolhe muitas pessoas de todos os lugares do mundo. Com a proibição francesa, dificilmente o evento acontecerá. Segundo um porta-voz da organização, o festival pode esperar até o final de abril para decidir o que realmente acontecerá com a edição de 2020. Isso significa que os organizadores parecem estar começando a pensar em alternativas diferentes para a realização do festival, que pode ter uma configuração diferente da tradicional.

Talvez, a solução pensada pelos organizadores seja realizar o festival em um tamanho severamente reduzido. Entretanto, se pensarmos que apenas UMA pessoa infectada é capaz de transmitir a doença para todas as pessoas em uma sala, dificilmente o tamanho do evento fará diferença para o não avanço da doença. E, mesmo se o festival continuar de pé, os cineastas e jornalistas podem não estar dispostos a viajar até a França - o segundo maior foco de pandemia da Europa, perdendo apenas para a Itália. Se nada mudar, o Festival de Cannes começa em 12 de maio. Mas, de verdade, esperamos que mude.

You Might Also Like

0 comentários

Post populares

Siga por email